O sal deixou de ser salgado

As igrejas coreanas estão enfrentando uma crise. A discrepância entre a fé e a vida cotidiana é uma das principais causas. A igreja coreana atingiu um tremendo crescimento quantitativo desde os anos 1980, no entanto, o foco no crescimento qualitativo não tem sido suficiente. Ela falhou em encorajar seus membros a viverem vidas distintas, e o sal deixou de ser salgado. As inconsistências entre fé e vida são a principal razão pela qual cristãos deixam a fé e a igreja. A impossibilidade de encontrar vidas semelhantes à de Cristo está no centro da crise eclesiástica coreana e é por isto que surgiu o movimento “Walking with Jesus Movement” (Movimento Andando com Jesus ou WJM em sua sigla em inglês).

O WJM está crescendo rapidamente nas igrejas da Coréia do Sul e de outras regiões da Ásia. O objetivo do movimento é que as pessoas vivam cada momento com um senso da presença de Deus e que possam aproveitar um relacionamento próximo com o Senhor em suas vidas diárias. Por causa do seu propósito quintessencial e seu uso do espaço cibernético, pode ser visto como um movimento de monastério cibernético do século vinte e um.


Rev Kisung Yoo, Senior Pastor,
Good Shepherd Church,Seoul

Este movimento começou com o reverendo Kisung Yoo, o pastor sênior da Good Shepherd Church em Seul.  Ele afirma que é possível que os fiéis experimentem a presença do Senhor vinte-e-quatro horas por dia em sua vida normal e aproveitarem uma relação íntima com ele. Ele usa um diário espiritual como ferramenta para desenvolver um senso da presença e intimidade com o Senhor. Manter um diário espiritual de cada dia é a parte mais importante do WJM.

Origem do WJM

A crença do reverendo Yoo vem de sua própria experiência espiritual que começou quando ele leu o diário de oração do Frank C. Laubach, que nasceu em 1884 e foi missionário nas Filipinas durante 45 anos. Ele não sentia satisfação espiritual apesar de sua longa vida religiosa e gostaria de saber se “viver cada momento sentindo a presença de Deus e um relacionamento íntimo com Ele”[1] era poassível.

Em 1930, Laubach se submeteu a sentir a presença de Deus em cada momento durante um ano. Após seis meses fazendo este experimento espiritual, ele obteve sucesso em sentir a presença de Deus em cada momento. Disse: “Resolvi que eu teria mais sucesso este ano com meu experimento de encher cada minuto com pensamentos sobre Deus do que eu fiz ano passado’[2]


Prayer Diary de Frank C. Laubach

Desafiado pela experiência espiritual de Laubach, o reverendo Yoo e sua esposa Rebecca Park conduziram um experimento amplo para sentirem a presença do Senhor 24 horas por dia e experimentarem intimidade com Jesus durante um mês em 2009, utilizando seu mês sabático para isso.

Durante aquele mês, eles olharam para Jesus de manhã até de noite e tentaram sentir a presença do Senhor. Eles escreveram sobre como experimentaram do Senhor em suas vidas cotidianas em um diário. O simples ato de escrever foi o início de uma jornada espiritual. Através do experimento, começaram a sentir profundamente a presença do Senhor e aumentaram sua intimidade com ele, que continua até hoje. A experiência de viver no Senhor lhes deu uma segurança incrível e causou mudanças imensas em suas vidas:

Na minha juventude, eu desafiava a verdade de que Jesus mora em mim. Desde aquela época, o desejo por esta verdade incrível cresceu mais e mais forte em mim, constantemente buscava pelo Senhor dentro de mim. Comecei a escrever um diário durante a jornada. Através de Frank Laubach, percebi como é importante olhar para Ele constantemente. Olhando para Jesus, eu andei com Ele em casa, no trabalho e na vida cotidiana e experimentei do Senhor intimamente.[3]

Diário espiritual

O reverendo Yoo compartilhou sua experiência com os membros de sua igreja. Ele desenvolveu o diário espiritual, tornando-o um programa de desenvolvimento. O diário espiritual é um registro simples de como cada um pensa sobre e experimenta Jesus em sua vida cotidiana, seguindo quatro perguntas na forma de uma oração ou diário:

  1. Quando você pensa em Jesus durante o dia?
  2. Como você se sente quando pensa sobre Jesus em uma certa situação e o que acontece ou muda quando você o reconhece?
  3. De que coisas especiais você se lembra durante o dia e como Jesus trabalhou nesses momentos?
  4. O que aconteceu quando você obedeceu (ou desobedeceu) as sugestões que o Espírito Santo (Jesus) te deu?

O diário espiritual é diferente de um diário pessoal, pois foca na presença de Jesus em vez da vida pessoal de cada um. Durante anos de ministério utilizando o diário espiritual na Good Shepherd Church, o reverendo Yoo confirmou a efetividade do diário. Portanto, o reverendo estabeleceu o WJM para espalhar o movimento amplamente.

Pessoas com histórico teológico conservador criticaram o diário espiritual argumentando que ele não enfatiza a objetividade da Palavra de Deus e que sua subjetividade parece mais com misticismo. No entanto, o reverendo Yoo é enfático sobre como a Palavra de Deus é central ao diário espiritual. Alguns críticos também expressaram suas preocupações com o dualismo, a separação da vida e espiritualidade, sugerindo que a prática possa levar à falta de participação social, como o misticismo medieval. Entretanto, este é um mal-entendido sobre o WJM. O diário espiritual busca mudar as vidas dos cristãos à medida que eles acompanham o Senhor em suas atividades diárias.

A importância da tecnologia

Um fator chave no crescimento do movimento WJM foi a construção de um site e a criação de um aplicativo de diário. O uso de tecnologia na manutenção do diário permite que as pessoas se comuniquem com outras no ciberespaço:

  • Salas de bate papo online para grupos de quatro a sete pessoas.
  • Os usuários podem compartilhar sobre suas vidas cotidianas com o Senhor além dos limites de tempo e espaço.

O aplicativo do diário espiritual mudou a qualidade dos encontros de grupos pequenos, uma vez que os membros dos grupos pequenos compartilham suas vidas cotidianas utilizando o aplicativo, eles podem aprofundar sua comunhão com o grupo. Funciona como um monastério no espaço virtual.

Crise das igrejas coreanas

As igrejas coreanas estão enfrentando números decrescentes e uma crise mais ampla.

As igrejas coreanas estão enfrentando números decrescentes e uma crise mais ampla. O futurista Choi Yunsik disse:

O banquete da igreja coreana terminou. Além da estagnação espiritual das igrejas coreanas, e pior ainda, elas estão em plena queda.  Se não renovarmos nossos esforços para trabalharmos arduamente, a população cristã de 8.7 milhões em 2005 será reduzida a 3 ou 4 milhões até 2050 e as escolas dominicais serão reduzidas a 300-400 mil[4].

As igrejas coreanas, que experimentaram um enorme reavivamento no último século, estão encarando uma crise, porque falharam em levantar discípulos que vivem como Jesus na sociedade coreana:

  • A mídia está cheia de histórias de escândalos financeiros e sexuais envolvendo pastores e outros cristãos.
  • Eles construíram prédios eclesiásticos enormes e juntaram grandes multidões, mas o estilo de vida deles não era diferente do mundo.

A impossibilidade de encontrar vidas semelhantes à de Cristo está no centro da crise eclesiástica coreana e é por isto que o WJM foi lançado.

Respondendo aos desafios da secularização

Estes problemas afetam as igrejas fora da coreia também. Igrejas asiáticas e outras sofreram um forte declínio em seus números e uma crise espiritual, frente à secularização. Francis Chan, representando as igrejas ocidentais, fez um aviso poderoso aos cristãos chineses na primeira “Conferência de Missão da China” em 2015 em Hong Kong. Chan avisou sobre como não deveriam seguir o caminho das igrejas ocidentais que estão perdendo seu poder espiritual por causa da secularização.

O movimento WJM pode ser uma resposta para a igreja global aos desafios da secularização.

O movimento WJM pode ser uma resposta para a igreja global aos desafios da secularização. É uma notícia incrível que os cristãos que vivem em Seul, uma cidade metropolitana altamente desenvolvida e secularizada, experimentaram viver na presença de Jesus e estão aproveitando um caminhar íntimo com ele em suas vidas diárias.

É possível um cristão tornar sua vida parecida com a de Cristo ao viver na presença do Senhor dentro de uma sociedade secular, onde dinheiro, sexo, poder e outros desejos pessoais estão competindo pela nossa atenção. O diário espiritual é a chave para isso:

O problema da igreja coreana é que os pastores negligenciam o relacionamento correto com Jesus ao se importarem somente com terem o conhecimento correto sobre Jesus. Temos muito conhecimento sobre Jesus. No entanto, é vergonhoso que não temos intimidade com Jesus. Os cristãos coreanos sofrem de sede espiritual, porque não têm intimidade com o Senhor. Eles podem facilmente cair nas tentações de Satanás de dinheiro, sexo e poder. O único jeito de vencer estas tentações é estar firme somente em Jesus Cristo. Nós não deveríamos ficar no estágio de conhecer Jesus bem. Deveríamos alcançar o estágio de aproveitar um relacionamento próximo e íntimo com o Senhor. É por isso que precisamos continuar a desenvolver nosso senso de reconhecer sua presença[5].

Ao fazer isso, o movimento WJM está buscando a essência original da fé cristã. É um ensinamento central que Cristo é encarnado e vive em nós. Estabelecer o relacionamento correto com Jesus Cristo que vive nos cristãos e buscar intimidade com ele são formas essenciais de aproveitarmos nossa salvação.

É fácil encontrar movimentos que buscam a presença do Senhor e intimidade com ele na história antiga da igreja. É importante notar que o movimento de monastérios buscava a intimidade com o Senhor. David Brainerd, John Wesley e George Muller usavam os diários espirituais como ferramentas para praticar companheirismo com o Senhor. O WJM não é diferente disso, mas pode ser mais efetivo por causa do uso da tecnologia.

Crescimento da influência

Desde o lançamento do aplicativo do diário espiritual em novembro de 2010, mais de 900 igrejas e 70 mil pessoas em 137 países se juntaram ao movimento. Em média, 40 mil pessoas estão compartilhando seu diário todos os dias, e o número de usuários continua a crescer.

70K

pessoas em 137 países
se juntaram ao movimento


40K

pessoas estão compartilhando
sei diário todos os dias

O livro do reverendo Yoo, The Spiritual Journal (O Diário Espiritual, em tradução livre), está disponível em coreano, inglês, japonês, chinês e indonésio, com a expectativa de ser lançado em espanhol e português em breve. O WJM ocasionalmente oferece conferências de diário espiritual, compartilhando ideias práticas sobre vida espiritual e como seguir a Jesus. Vinte conferências do tipo já aconteceram na Coréia e em outros países asiáticos, incluindo Taiwan, China, Indonésia e Japão, sob pedido das igrejas naqueles países.

Agora o WJM está desenvolvendo sites multilinguísticos e aplicativos para o diário espiritual, para que estrangeiros como os ingleses e chineses possam escrever em seus diários espirituais com facilidade[6].

Perspectiva

Como seu primeiro passo, o movimento WJM buscou renovar as igrejas coreanas e ajudá-las a superar sua crise moral e espiritual. O movimento agora se espalhou para a Coréia, Japão, China, Taiwan e Indonésia. A longo prazo, estamos confiantes que irá se espalhar das regiões da Coreia e Ásia para saciar a fome e sede espirituais das inúmeras igrejas ao redor do mundo.

Implicações

O WJM é um movimento fundamental do cristianismo e que busca a presença de  intimidade com Cristo na vida diária de um cristão.

O WJM é um movimento fundamental do cristianismo e que busca a presença de  intimidade com Cristo na vida diária de um cristão. O diário espiritual, em especial, oferece uma excelente ferramenta de disciplina espiritual que permite que os cristãos caminhem com Cristo em uma sociedade secular. Estamos trabalhando para possibilitar que as bênçãos do WJM estejam disponíveis para a igreja global.

Mais especificamente, o WJM espera servir a igreja global em cooperação com os líderes do Movimento de Lausanne. Nós apreciamos os conselhos e cooperação dos líderes de Lausanne para podermos planejar como servir a igreja global juntos. Estamos convictos de que nossa jornada e experiência podem ser usados como uma ferramenta para servir a milhares de igrejas no mundo para a glória de nosso Senhor.

Nota de fim

  1. Renovare, https://renovare.org/articles/living-each-moment-with-a-sense-of-gods-presence-frank-laubach
  2. Ibid.
  3. Kisung Yoo, The Spiritual Journal, (WJM Resource), 2. Author’s translation.
  4. Yunsik Choi, Future Map of Korean Church 2040, 39. Author’s translation.
  5. Yoo, The Spiritual Journal, 1. Author’s translation.
  6. Diary with Jesus, http://en.diarywithjesus.com/home?lang=en, Journal with Jesus, http://en.journalwithjesus.org/home?lang=en.
Print Friendly, PDF & Email

Paul Sung Noh trabalha no leste da Ásia há 19 anos. Ele leciona estudos missionários e treina pessoas que se candidatam a serem missionários no Great Commandment Theological Seminary, enquanto serve um movimento missionário emergente no leste asiático e ajuda a apresentar o movimento WJM. Ele fez seu doutorado em estudos interculturais na Asbury Theological Seminary, em Kentucky.

Kisung Yoo é o pastor sênior da Good Shepherd Church em Seungnam, Coréia do Sul. Ele é um líder espiritual e autor reconhecido. Com base em seu livro Man of Jesus, amplamente usado para treinamento em discipulado, ele recebeu o Grande Prêmio de Literatura Cristã Coreana.