Nos anos recentes, diversos cristãos de todo o mundo que colaboram com ministério e missões decidiram “faltar” nas conferências e encontros presenciais para se encontrarem virtualmente. Isso tem sido uma dádiva global para a interação entre ocidente e oriente, hemisfério norte e hemisfério sul, em níveis jamais vistos.

É possível que da próxima vez que líderes de ministério forem parte de um grupo tarefa sejam convidados a participar de forma virtual e terão que continuar a conversa online.

Esses encontros virtuais acontecem através de um link ou aplicativo, e não em um lugar físico:

Conversa por mensagens texto: estas geralmente acontecem em grupos do Facebook, WhatsApp, sites com salas de bate-papo, ou simplesmente através de mensagens SMS. Os membros do grupo podem se atualizar e contribuírem com uma conversa fluida que corre livremente 24 horas por dia. Essas ferramentas são chamadas de ‘assíncronas’, em outras palavras, não são em tempo real.

Áudio: Para encontros ao vivo através de áudio usam-se ferramentas como FreeConferenceCall[1] onde o grupo telefona para uma “sala virtual de áudio” para conduzir sua reunião.

Video: Uma das formas favoritas para a realização de reuniões virtuais são as videoconferências ao vivo (como Skype, Zoom, WebEx e diversos outros), onde é possível ver os rostos e expressões faciais dos outros participantes ao conversarem.

Como os líderes cristãos estão usando o mundo virtual

Equipes virtuais de ministério estão avançando com seus projetos e tomando decisões juntos e rapidamente por causa do uso das conexões virtuais.

Exemplos

  • Uma parceria ministerial em um país sensível no Oriente Médio alterna, ao longo do ano, suas reuniões presenciais com reuniões virtuais que acontecem a cada 90 dias, e como resultado estão sempre movendo em frente. Eles descobriram que, apesar de não poderem conduzir um trabalho tão profundo ou completo quanto conseguem nas reuniões presenciais, as reuniões online são muito adequadas para manterem o impulso.
  • Um ministério do sul da Ásia usa reuniões virtuais para verificar a qualidade da tradução da Bíblia. Anteriormente, os consultores se encontravam pessoalmente com outros tradutores e revisores. Agora, com 84 projetos de tradução da Bíblia em andamento, não é sempre prático que se encontrem pessoalmente.

Cada vez mais reuniões presenciais estão dando as boas-vindas a participantes virtuais como mais do que somente espectadores.

Exemplos

  • Em um encontro recente da NextMove[2] sobre diáspora, 90% dos participantes se encontraram pessoalmente e 10% participaram através de videoconferência. A NextMove foi inovadora e incluiu os participantes presenciais e virtuais no número total de participantes.
  • Uma subequipe da Global Alliance for Church Multiplication (GACX, Aliança Global pela Multiplicação de Igrejas, em tradução livre)[3] realizou um encontro presencial de sua liderança com a participação de outros seis líderes valorizados através de videoconferência. O grupo discutiu tópicos pontuais durante dois encontros de uma hora de duração cada e acabaram obtendo um resultado diferente por causa das perspectivas oferecidas pelos participantes virtuais.
  • Quando três membros da liderança de uma rede de missões adoeceram, em vez de cancelarem a reunião, os três participantes enfermos se juntaram virtualmente aos outros e puderam fazer seus relatórios sobre seu trabalho e participar da conversa sobre o progresso da rede, apesar de estarem doentes.

Ministérios cristãos ao redor do mundo estão abraçando as vantagens das salas de aula virtuais através do ensino online interativo.

Exemplos

  • Assim como a Fuller Theological Seminary agora oferece seus cursos de graduação via web,[4] ministérios cristãos ao redor do mundo estão oferecendo diversos cursos e até instituições totalmente via web.
  • Uma instituição de pesquisa analisou as atividades de aprendizado online e à distância de ministérios importantes no Oriente Médio e norte da África e encontrou muitas plataformas de educação online em uso.
  • As salas de aula virtuais estão se tornando muito populares na Índia. Um ministério grande está disponibilizando sua educação teológica online e na forma de aplicativo para que todos possam acessar o conteúdo a qualquer hora, independentemente da conexão de internet. Como uma conexão contínua de internet ainda é um desafio para os indianos, os ministérios estão usando aplicativos que não precisam de uma conexão constante. Diversas organizações na Índia estão fazendo conferências online e mantendo fóruns de discussão usando Skype, Zoom ou WhatsApp. Muitas igrejas estão usando salas de aula virtuais para treinar seus líderes[5].

As igrejas que estão passando por perseguição têm sido pioneiras em usar as conexões virtuais para a comunhão, discipulado e momentos de construção da fé.

Exemplos

  • Uma ‘igreja virtual’ da Somália está disponível durante o dia todo aos domingos, além dela, existem centenas de outras igrejas que transmitem seus cultos via streaming em diversos idiomas.
  • A Life.Church seu software ‘The Church Online Platform’ software[6] (Plataforma Igreja Online, em tradução livre) gratuitamente para “remover as barreiras tecnológicas para que qualquer igreja possa alcançar as pessoas para Cristo através de um ministério online.”

Diversas novas ferramentas ministeriais estão focando em juntar líderes cristãos para que possam se conectar e comunicar virtualmente, mesmo se estiverem separados por grandes distâncias.

Exemplos

  • Nate Scholz, facilitador de rede The Hub Community[7], lidera uma pequena equipe que constrói um plugin para o Google Maps que permite que parceiros de ministério possam encontrar e comunicar-se uns com os outros, além de identificar tendências em movimentos de refugiados e pessoas que fazem pedido de asilo a medida que estes se deslocam pela América do Norte.
  • O grupo de colaboração visionSynergy[8] hospeda a Synergy Commons[9], uma comunidade global de aprendizado para líderes cristãos que querem criar redes missionais efetivas em suas redes de ministério. A comunidade online já possui mais de 1.100 líderes cristãos que interagem.

Skype tem

4.9M

usuários ativos diariamente


Conexões locais do Zoom em

90

países e regiões


WhatsApp tem

1.5M

usuários ativos por mês

Entendendo os números

Para aqueles que não acompanharam o rápido crescimento da comunicação digital, os números são impressionantes:[10]

  • Desde o início de 2018, o Skype opera com cerca de 4.9 milhões de usuários ativos por dia e mais de 300 milhões de usuários ativos por mês.[11]
  • O serviço de videoconferências Zoom tem conexões locais para chamadas em mais de 90 países e regiões.[12] No geral, o setor de videoconferências cresce aproximadamente 20% por ano.[13]
  • O WhatsApp, um dos aplicativos móveis mais populares no mundo, é um serviço para smartphones e computadores para mensagens de texto e conversas, é um aplicativo que este autor vê sendo usado mais por cristãos em países em desenvolvimento do que em países desenvolvidos. Em dezembro de 2017, o serviço já contava com mais de 1.5 bilhões de usuários ativos por mês, aumentando de 1 bilhão dez meses antes.

Número de usuários mensais ativos do WhatsApp no mundo todo de abril de 2013 a dezembro de 2017 (em milhões):[14]

O que está alimentando o crescimento?

As reuniões virtuais frequentes para facilitar a colaboração mundial entre cristãos são o resultado de diversos fatores que explicam, em parte, o que está acontecendo com as comunicações digitais. Os ministérios operam através do voluntariado. Manter uma boa conexão com os voluntários é crítico, quer sejam membros do conselho, líderes de equipes, líderes de redes ou participantes. Quais são alguns dos fatores principais?

1. Contato com voluntários

Para a Allegiance Fundraising:

À medida que o grupo de voluntários cresce e se espalha, fica mais difícil manter contato com cada membro. Videoconferências são uma forma fácil para uma ONG conectar seus voluntários com seus líderes, e oferece muitos outros benefícios. No gerenciamento de uma equipe de trabalho voluntário, nada substitui a interação pessoal. As pessoas doam seu tempo e habilidades para organizações sem fins lucrativos porque têm entusiasmo pela causa e acreditam que podem fazer a diferença. Quanto mais tempo a alta gerência puder oferecer para esses indivíduos, mais poderá encorajá-los e apoiar seu entusiasmo.”[15]

Pessoas mais jovens no ministério são fluentes em ferramentas de comunicação, a grande maioria prefere utilizá-las e é mais provável que se envolvam com ministérios que utilizam essas ferramentas de comunicação.

Além disso, os voluntários hoje em dia têm um impulso interior mais forte para manterem uma conexão com os ministérios e possuem maiores expectativas de acesso. Eles querem sentir uma conexão genuína forte com os grupos com os quais eles contribuem com seu tempo e energia – e isso acontece através das videoconferências.

2. Avanços tecnológicos

No geral, telefones móveis e laptops possuem uma distribuição global. A empresa de pesquisa estratégica de mercado Futuresource Consulting observa: “Com o aumento do uso de tecnologias de conferência e mais pessoas trabalhando remotamente, a demanda por comunicações e colaboração por vídeo nas salas de reunião é maior que nunca.”[16]

Exemplos

O Dr. Alex Abraham, diretor da Operation Agape na Índia relata: “É verdade que as comunicações virtuais estão crescendo para pessoas de todos estilos de vida [na Índia]. O Facebook e WhatsApp estão sendo usados por milhões de pessoas no país. O WhatsApp certamente está sendo usado por redes de igrejas para comunicações dentro de suas próprias comunidades assim como para a rede mais ampla de igrejas. Um exemplo é o grupo de WhatsApp para alívio de perseguição na Índia. Dentro de minutos, qualquer notícia relacionada à perseguição na Índia é comunicada em massa, não só no país, mas globalmente também. O WhatsApp é provavelmente a ferramenta de comunicação virtual mais popular usada pela igreja indiana. Entre os cristãos, a comunicação virtual está sendo usada cada vez mais pelas pessoas que ocupam a alta administração assim como a média administração. Em um nível popular, a comunicação virtual continua um desafio, mas ferramentas simples como o Facebook e WhatsApp são populares até mesmo em meio as massas populares.”

3. Os benefícios da videoconferência

Os benefícios da videoconferência
Para a Allegiance Fundraising: “Enquanto a videoconferência não possui todas as vantagens de estar na mesma sala que um voluntário, ela é mais efetiva do que outras soluções. Conferências via web ou por telefone não promovem o mesmo tipo de envolvimento que uma videoconferência.”[17]

4. Uma solução econômica

Por causa de orçamentos mais apertados, os ministérios e seus líderes estão sempre buscando formas de economizar. É obvio que há uma diferença significativa entre uma reunião virtual e uma reunião que requer pagar por passagens aéreas e hospedagem em hotel, um custo que inclui estar longe de casa também. As reuniões virtuais reduzem o custo de transporte e hospedagem a zero.

As aplicações parecem ilimitadas

A velocidade das inovações por empreendedores ministeriais nas reuniões virtuais parece mais rápida do que podemos sequer imaginar. Ministérios e redes ainda estão descobrindo novas formas de manter contato entre seus líderes:

  • Grupos de oração online e pelo smartphone.
  • Coordenação em projetos para alcançar cidades.[18]
  • Grupos de discipulado e grupos para todos os tipos de treinamentos através dos smartphones.
  • Experimentar missões através da realidade virtual.

A desvantagem das reuniões virtuais

Nem tudo são flores quando falamos de reuniões online e virtuais. Um líder descreve um problema frequente de dificuldades de conexão na Índia. Ao tentar fazer uma conferência via Zoom pelo seu computador, sua conexão falhou. Ele trocou para seu iPad, e a conexão falhou também. Finalmente, ele conseguiu se conectar ao Zoom através do seu smartphone. O norte-americano que estava na mesma chamada disse, “No fim, às vezes você simplesmente tem que gastar o dinheiro para um telefonema normal.”

Para algumas pessoas os problemas de conexão são uma intrusão diabólica. Um líder disse, “Eu acredito que Satanás usa a fraqueza da rede para atrapalhar conversas importantes. Perdi a conta do número de vezes que isso aconteceu ao longo dos anos. Um telefonema pode estar perfeitamente claro até começarmos um assunto importante.”

Fazendo as pazes com o mundo virtual

Até pessoas que defendem as reuniões presenciais aceitam que as reuniões virtuais possuem seu lugar. Nas palavras do Dr. Alex Abraham da Índia: “Considerando as dificuldades práticas, pode não ser possível que todas as pessoas se encontrem em um só lugar. Portanto, precisamos encorajar as reuniões virtuais e treinamento virtual tanto quanto possível. O papel da comunicação virtual é melhorar em vez de substituir as reuniões presenciais.”

Notas de fim

  1. https://www.freeconferencecall.com/.
  2. https://nextmove.net/.
  3. https://gacx.io/.
  4. Exceto certos programas de graduação do curso de psicologia. Veja https://www.fuller.edu/academics/.
  5. Conversa com o Dr. Alex Abraham, diretor da Operation Agape, 17 December 2018.
  6. http://churchonlineplatform.com/.
  7. https://thehubcommunity.wordpress.com/.
  8. https://www.visionsynergy.net/.
  9. https://synergycommons.net/.
  10. Nota do Editor: Leia o artigo de David Yeghnazar: “A tecnologia pode ajudar a discipular novos cristãos no Irão?: uma avaliação da eficácia do discipulado virtual”, na edição de janeiro de 2019 da Análise Global de Lausanne https://www.lausanne.org/pt-br/recursos-multimidia-pt-br/agl-pt-br/2019-01-pt-br/a-tecnologia-pode-ajudar-a-discipular-novos-cristaos-no-irao. Leia também o artigo de Tim C: “Usando o Facebook para alcançar os não alcançados: o poder das redes sociais usadas para Cristo”, na edição de novembro de 2018 da Análise Global de Lausanne https://www.lausanne.org/pt-br/recursos-multimidia-pt-br/agl-pt-br/2018-11-pt-br/usando-o-facebook-para-alcancar-os-nao-alcancados.
  11. See https://www.quora.com/How-many-people-use-Skype-every-day and
    https://mspoweruser.com/skype-300-million-monthly-active-users/, accessed 17 October 2018. See also https://blogs.skype.com/stories/2013/04/03/thanks-for-making-skype-a-part-of-your-daily-lives-2-billion-minutes-a-day/.
  12. See https://zoom.us/zoomconference.
  13. See https://www.videoconferencingdaily.com/trending/video-conferencing-market-growth-remains-strong-bloody-consolidation-coming/.
  14. Used by Permission: https://www.statista.com/statistics/260819/number-of-monthly-active-whatsapp-users/.
  15. https://www.allegiancefundraising.com/the-advantages-of-video-conferencing-for-nonprofits/.
  16. https://www.commercialintegrator.com/communications/collaboration/video-collaboration-market-video-conferencing
  17. https://www.allegiancefundraising.com/the-advantages-of-video-conferencing-for-nonprofits/.
  18. O movimento de alcance de cidades tem trazido colaboração entre diversos ministérios e denominações em metrópoles grandes, especialmente na América do Norte, permitindo que o evangelho impacte cidades inteiras.Reuniões virtuais incontáveis facilitam essas iniciativas fantásticas. Veja www.cityreaching.org.
Print Friendly, PDF & Email

David Hackett é o diretor da visionSynergy nas regiões do Oriente Médio e Norte da África. Ele vive com sua esposa Sandy perto de Seattle, Washington, EUA e eles aproveitam a vida com três filhos crescidos, seus cônjuges e um neto.

Michael Kaspar serve o Movimento de Lausanne como catalisador de colaboração ministerial e é diretor de iniciativas globais da visionSynergy. Ele vive perto de Atlanta, no estado da Geórgia nos EUA, com sua esposa Lindsey e seus quatro filhos e filhas.