Greg Haanen recentemente fez 65 anos de idade e se aposentou do emprego de vendas publicitárias. Durante mais de 14 anos ele viveu na cidade de Minneapolis, EUA, enquanto sua esposa Gayle gerenciava o Interlachen Inn, um pequeno restaurante na cidade de Alexandria, em Minessota. Tendo vivido longe de sua esposa por mais de uma década, ele estava pronto para deixar para trás a viagem de duas horas que ele fazia todos os fins de semana, as noites solitárias e a vida de correria e obrigações. Eles venderam sua casa em Minneapolis e reformaram sua cabana, instalando uma lareira de luxo, uma televisão grande e uma cozinha de casa de fazenda. Ele estava ansiosamente esperando uma nova temporada de descanso e relaxamento.

No entanto, sua lua-de-mel com a aposentadoria foi curta. Menos de três meses após sua aposentadoria, sua irmã teve que passar por mais sessões de quimioterapia por causa de uma longa batalha com o câncer. Desta vez sua saúde declinou rapidamente. Após somente algumas semanas, Greg estava coordenando os detalhes de cuidados paliativos, telefonando para membros da família e organizando a mudança de sua irmã. As imagens de uma aposentadoria vivida na praia, sem preocupações, foram aos poucos sumindo. Ele confessou para mim, seu filho: “Eu sinto que existe mais para mim, mas não sei o que é”[1]

Um mundo que está envelhecendo

Meu pai faz parte de uma forte tendência mundial: – e a igreja cristã – estão envelhecendo rapidamente:[2]

10K

baby boomer se aposentam todos os dias nos EUA


2050

a população mundial de adultos acima de 65 anos deve dobrar


A idade média dos cristãos

53

nos EUA

61

no Reino Unido

  • Aproximadamente 10 mil pessoas da geração baby boomer se aposentam todos os dias nos EUA,[3] e neste ano, pela primeira vez na história americana, teremos mais americanos acima dos 60 anos do que menores de 18 anos.[4]
  • Até 2050, a população mundial de adultos acima de 65 anos deve dobrar, chegando a 1.6 bilhões.[5]
  • A idade média dos cristãos também está aumentando: nos EUA é 53 anos (ou mais para as a denominações mais antigas); no Reino Unido, a idade média é 61. Pew relata que os cristãos, ao contrário dos muçulmanos, estão morrendo mais rápido do que nascendo na Europa.[6]

No entanto, as pessoas também estão vivendo mais tempo, o que torna a experiência atual da aposentadoria desconfortável para pessoas como meu pai. Por exemplo:

  • Se você nasceu em 1947, sua expectativa de vida são 85 anos de idade.
  • Se você nasceu em 1967, sua expectativa de vida são 91 anos.
  • Para os nascidos em 2007, a expectativa de vida são 103 anos.[7]

Numa era de longevidade humana, as pessoas estão se perguntando como vão passar o que podem vir a ser 20, 30 ou até 40 anos após a aposentadoria oficial.

Além disso, os governos estão questionando como irão arcar com os custos dessas expectativas de vida. Um editorial do USA Today diz: “O Gabinete Orçamentário do Congresso estima que, em apenas dez anos, metade de todos os gastos federais (exceto dívidas) serão benefícios para idosos.” [8] À medida que as pensões do mundo são esticadas (especialmente na Europa), as promessas de benefícios vitalícios para aposentados estão cada vez menos críveis.[9] Um artigo da revista TIME defendeu que a população idosa da China é a maior ameaça ao futuro do país, especialmente por causa de sua política de um único filho e o desequilíbrio entre o número de adultos jovens e mais idosos. Muitas pessoas acreditam que o envelhecimento populacional chinês é o maior desafio econômico para o país.[10]

A relevância da ‘aposentadoria’

Globalmente, os paradigmas do envelhecimento estão começando a rachar. A noção de sentar-se na varanda vivendo “os anos dourados” está se tornando menos atraente para adultos mais velhos saudáveis.[11] No entanto, essa ambição é temperada pelo fato que a maioria dos aposentados possuem medos profundos (e provados empiricamente) sobre poder arcar com os custos da aposentadoria “de seus sonhos”.[12] Por que, então, numa idade quando as pessoas possuem saúde durante muito mais tempo do que antes na história moderna, persiste a ideia da “aposentadoria”?

A aposentadoria talvez seja a ideia mais lucrativa da economia global.

Um dos motivos é que a aposentadoria talvez seja a ideia mais lucrativa da economia global. De acordo com uma estimativa, o mercado da aposentadoria, somente dos Estados Unidos, vale cerca de 27 trilhões de dólares.[13]. É raro conectar a economia mundial com a ideia da aposentadoria, mas o motivo principal que a maioria das pessoas investem no mercado de ações é para ter uma reserva financeira para sua aposentadoria. O trabalho, que é frequentemente acompanhado por temores financeiros, se torna um frenesi de atividade direcionadas ao objetivo de “alcançar o número ‘x'” para poder então se aposentar e “estar livre”.

Os cristãos têm sido cúmplices dessa narrativa? O que podemos fazer para reformar nossa visão sobre o trabalho, descanso, envelhecimento e aposentadoria neste novo momento da história global?[14]

Seguindo em frente

Chegou o momento de mudar como se enxerga a aposentadoria – não somente pelo bem da economia global, mas também pelo bem dos milhões de homens e mulheres, que, como meu pai, desejam contribuir significativamente com suas vidas, mas que vivem em uma sociedade que os relegou às margens.

Os cristãos começaram a reimaginar a aposentadoria, mas os esforços até o momento estão incompletos

Os cristãos começaram a reimaginar a aposentadoria, mas os esforços até o momento estão incompletos. Alguns cristãos tentaram batizar a ideia de uma vila de aposentados, sem uma visão mais ampla sobre a idade, descanso, vocação e a vida de um idoso. Muitas dessas comunidades baseadas na fé existem ao redor do mundo, no entanto se parecem muito com as comunidades de aposentados seculares, contando até com piscinas, lojas, happy hour, e campos de golfe. A única diferença visível são mais estudos bíblicos.

Há líderes que convidam os cristãos a nunca se aposentarem. “Que o Senhor me poupe da maldição da aposentadoria!”, disse John Piper, antigo pastor da Bethlehem Baptist Church em Minneapolis. No entanto o problema da abordagem de “nunca se aposentar” é que as pessoas se cansam– às vezes fisicamente e, quase sempre, espiritualmente – de suas carreiras. Quando se observa que praticamente 87% do mundo está desengajado de seu trabalho[15] e que muitos tornaram do seu trabalho uma religião,[16] é compreensível que assim que as pessoas podem se aposentar, elas geralmente o fazem.[17] O que precisamos é recuperar o equilíbrio entre trabalho e descanso, e não uma ‘convocação para arar uma terra de espinhos e ervas daninhas todos os dias de nossas vidas,’ (Gn 3:17-18).

Outras propostas cristãs sugerem diversas versões de “renovação” ou “atiçar o fogo”, chamados para renovarmos as energias durante a aposentadoria, mas essas ideias falham em não reconhecer que o trabalho pode, e deve, mudar à medida que envelhecemos. O mais perto que a Bíblia chega a mencionar a aposentadoria está em Números 8:25: “[…] mas aos cinquenta anos [os levitas] deverão afastar-se do serviço regular e nele não mais trabalharão.” Como carregar os móveis do tabernáculo era um trabalho físico pesado, ao envelhecerem os levitas eram comandados a “ministrarem aos seus irmãos no tabernáculo”, um indicador de que Deus não destinou nosso trabalho a parar completamente, mas para sim que ele se transformasse e amadurecesse com o avanço da idade.[18]

Finalmente, muitas igrejas com membros mais velhos e algumas denominações organizam ministérios de e para os idosos; mas podemos fazer melhor do que somente puxar os adultos mais velhos para fora da sociedade e os recrutar como comitê de recepção às portas da igreja?

Quatro sugestões práticas

Aqui estão quatro formas práticas de trazer esperança baseada na Bíblia aos milhões de mulheres e homens que estão chegando ou já estão na aposentadoria:

Encorajar os ritmos de descanso, renovação e reengajamento à medida que as pessoas entram na aposentadoria

O que aconteceria se os líderes cristãos ao redor do mundo encorajassem as pessoas que estão se aposentado a tirarem três, seis ou doze meses como descanso sabático, em vez de planejarem uma viagem? Levítico 25 e os dez mandamentos sugerem que Deus projetou não somente um dia para descanso, mas períodos de descanso, para reorientar o coração a confiar em Deus, focar novamente o coração no que é ser parte do povo de Deus e para curar divisões sociais.

Brad Hewitt, o recém aposentado CEO da Thrivent Financial, diz: “Após passar 25 anos em um cargo executivo, eu decidi tirar um sabático antes da próxima temporada de serviço. Eu sei que preciso botar o pé no freio antes de começar algo novo. O período sabático pode ser curto, mas confio que Deus irá me mostrar qual é a próxima forma e lugar para eu servir.” Hewitt está planejando um sabático de seis meses para orar, passar tempo em silêncio, reconstruir velhos relacionamentos e ouvir o chamado de Deus para minha próxima tarefa.

Mudar a conversa sobre os benefícios de curto prazo e começar a defender o trabalho dos membros mais idosos de nossas comunidades

Frequentemente, as conversas atuais sobre aposentadoria estão envolvidas em controvérsia. À medida que os fundos de pensões entram em colapso (como no estado americano de Illinois, que possui um buraco de 134 bilhões de dólares em seu sistema público de pensões), [19] os adultos mais velhos são frequentemente vistos como um problema a ser resolvido. Sequer chamar uma pessoa de “idoso ou idosa” é um insulto. No entanto, a tradição judaico-cristã nos mostra que os idosos eram associados com sabedoria, caráter, e habilidade de liderança, os frutos presumidos da experiência e idade (Lv 19:32).

À medida que os americanos mais velhos se envolvem novamente em papeis com ou sem remuneração, a forma de normalizar a noção bíblica de “amar nossos vizinhos” através de nossas vocações no entardecer de nossas vidas é contando histórias. Marc Freedman, o CEO talentoso da Encore.org, está desbravando uma nova trilha buscando formas de contar essas histórias de amizades intergeracionais, serviço cívico, e a decisão de trabalhar, que vai contra a cultura – mesmo após a “aposentadoria”.[20]

Desafiar os consultores financeiros a aconselharem seus clientes a considerarem as temporadas diferentes do trabalho durante suas vidas

Os administradores culturais do conceito de aposentadoria são os consultores financeiros e eles terão um papel crítico na sociedade que está envelhecendo. E se, em vez de adotar, sem nem mesmo pensar, noções seculares sobre a aposentadoria como um período de prazer egocêntrico, eles falassem com seus clientes sobre as temporadas de trabalho e descanso ao longo de suas vidas?

Ao mesmo tempo encorajando-os a doar com generosidade, gastar com sabedoria e economizar com prudência e investir em negócios alinhados com os propósitos de Deus para o mundo, os consultores financeiros poderiam ser agentes-chave na cura de noções errôneas sobre a vocação e a idade mais avançada em um mundo cada vez mais velho.[21]

Encorajar relacionamentos intergeracionais na igreja

Os idosos têm muito a oferecer à próxima geração. Em vez de praticar a segregação etária, muitas igrejas estão movimentando os idosos de suas congregações para o bem estar da geração seguinte:

  • O Centro de Aprendizado Intergeracional Providence Mount St. Vincent, em Seattle – que foi o assunto do documentário “A estação crescente” – se sobressaiu na criação de relacionamentos intergeracionais.[22]
  • A igreja St John’s-St Margaret’s em Singapura formou o Projeto Primavera-Inverno,[23] inspirado, em parte, pela visão de Zacarias, “Homens e mulheres de idade avançada voltarão a sentar-se nas praças de Jerusalém… e as ruas da cidade ficarão cheias de meninos e meninas brincando,”(Zc 8:4-5).

A imagem bíblica sobre a aposentadoria não de heroísmo ou hedonismo, mas sim escutar a voz de Deus e responder em amor como idosos, intencionalmente compartilhando a sabedoria e abençoando a próxima geração

A imagem bíblica sobre a aposentadoria não de heroísmo ou hedonismo, mas sim escutar a voz de Deus e responder em amor como idosos, intencionalmente compartilhando a sabedoria e abençoando a próxima geração. É simplesmente uma vida de serviço, apontando além de nós mesmos para Deus, que nos criou à sua imagem e semelhança.

Recentemente liguei para meu pai. Ele me disse que estava contemplando uma nova forma de passar sua aposentadoria. Após cuidar de sua irmã em seu leito de morte, considerando também como ele sempre sentiu uma preocupação aguda por seus amigos e família doentes, ele decidiu que após sua carreira no ramo da publicidade ele agora iria fazer um treinamento para se tornar um voluntário de serviços paliativos no Knute Nelson Hospice em Alexandria, Minessota.

“Eu acho que eu vou poder fazer isso, Jeff”, ele me disse ao contemplar sua nova vocação. “Hoje visitei meu amigo Hugh que está morrendo. Foi um lembrete poderoso sobre que presente lindo é cada dia novo.”

Notas de fim

  1. This story was adapted from my book An Uncommon Guide to Retirement: Finding God’s Purpose for the Next Season of Life (Chicago: Moody, 2019).
  2. Editor’s Note: See article by Peter Brierley, entitled, ‘The Aging Church and Its Implications’, in May 2016 issue of Lausanne Global Analysis https://www.lausanne.org/content/lga/2016-05/ageing-church-implications.
  3. Glenn Kessler, ‘Do 10,000 Baby Boomers Retire Every Day?’ Wall Street Journal, 24 July 2014, https://www.washingtonpost.com/news/fact-checker/wp/2014/07/24/do-10000-baby-boomers-retire-every-day/?utm_term=.b8f3e33fe0b1.
  4. Marc Freedman, ‘Building Bridges Across the Generational Divide’, Wall Street Journal, 1 November 2018, http://webreprints.djreprints.com/4460340932488.html.
  5. Wan He, Daniel Goodkind, and Paul Kowal, ‘An Aging World: 2015’, United States Census Bureau, March 2016, https://www.census.gov/content/dam/Census/library/publications/2016/demo/p95-16-1.pdf.
  6. Conrace Hackett and David McClendon, ‘Christians Remain World’s Largest Religious Group, But They Are Declining in Europe’, Pew Research Center, April 5, 2018, https://www.pewresearch.org/fact-tank/2017/04/05/christians-remain-worlds-largest-religious-group-but-they-are-declining-in-europe/.
  7. ‘No Matter Your Age, Ignore It At Your Peril’, 100 Year Life website, accessed on 28 December 2017: http://www.100yearlife.com/the-challenge/.
  8. ‘Social Security Plan Robs from Future to Pay for Past’, USA Today, 13 February 2019: https://www.usatoday.com/story/opinion/2019/02/13/democrats-social-security-plan-robs-future-pay-past-editorials-debates/2861184002/, emphasis mine.
  9. John Mauldin, ‘Europe’s Pension Funds Are Running Low as Boomer Retire’, Forbes, 2 July 2018: https://www.forbes.com/sites/johnmauldin/2018/07/02/europes-pension-funds-are-running-low-as-boomers-retire/#329a34af63a0.
  10. Charlie Campbell, ‘China’s Aging Population is a Major Threat to Its Future’, TIME, 7 February 2019: http://time.com/5523805/china-aging-population-working-age/.
  11. Nancy Cook, ‘Will Baby Boomers Change the Meaning of Retirement?’, The Atlantic, 18 June 2015: https://www.theatlantic.com/business/archive/2015/06/baby-boomers-retirement/396950/.
  12. Heather Gillers, Anne Tergesen and Leslie Scism, ‘A Generation of Americans is Entering Old Age the Least Prepared in Decades’, The Wall Street Journal, 22 June 2018, https://www.wsj.com/articles/a-generation-of-americans-is-entering-old-age-the-least-prepared-in-decades-1529676033?mod=hp_lead_pos5.
  13. Nick Thornton, ‘Here’s What the $27 Trillion US Retirement Industry Looks Like’, Think Advisor, 2 January 2018, https://www.thinkadvisor.com/2018/01/02/heres-what-the-27-trillion-us-retirement-industry/?slreturn=20180714204623.
  14. Nota do Editor:Veja o artigo de Mats Tunehag, “Criar e partilhar a riqueza” na edição de maio de 2019 da Análise Global de Lausanne  https://www.lausanne.org/pt-br/recursos-multimidia-pt-br/agl-pt-br/2019-05-pt-br/criar-e-partilhar-riqueza.
  15. ‘The Engaged Employee’, Gallup, https://www.gallup.com/services/190118/engaged-workplace.aspx.
  16. Derek Thompson, ‘Workism is Making Americans Miserable’, The Atlantic, 24 February 2019, https://www.theatlantic.com/ideas/archive/2019/02/religion-workism-making-americans-miserable/583441/.
  17. ‘American Project Average Retirement Age’, Gallup, https://news.gallup.com/poll/234302/snapshot-americans-project-average-retirement-age.aspx.
  18. Jeff Haanen, ‘Saving Retirement’, Christianity Today, 15 February 2019, https://www.christianitytoday.com/ct/2019/march/cover-story-saving-retirement.html.
  19. Amanda Albright and Danielle Moran, ‘Illinois Turns Warily to Bonds to Plug $134 Billion Pension Hole’, Bloomberg, February 20, 2019, https://www.bloomberg.com/news/articles/2019-02-20/why-bonds-seen-as-fix-for-illinois-s-134-billion-pension-hole.
  20. For more information, visit Encore.org.
  21. Jeff Haanen, ‘A Manifesto for Financial Advisors’, available at: https://www.uncommonretirement.com/financial-advisors.
  22. ‘The Growing Season’, Trailer: https://www.youtube.com/watch?time_continue=66&v=6K3H2VqQKcc.
  23. Project Spring-Winter, http://psw.sjsm.org.sg. Thank you to Eunice Nichols for making me aware of both ‘The Growing Season’ and Project Spring-Winter.
Print Friendly, PDF & Email

Jeff Haanen é o autor do livro An Uncommon Guide to Retirement: Finding God’s Purpose for the Next Season of Life ("Um guia diferente sobre a aposentadoria: encontrando o propósito de Deus para a próxima estação da vida", em tradução livre) e o fundador e CEO do Denver Institute for Faith & Work. Ele vive em Colorado, EUA, com sua esposa e quatro filhas.