As pessoas estão migrando mais do que nunca; seja de forma voluntária, em busca de oportunidades econômicas ou educacionais, ou involuntária, a para escapar da fome, guerras, perseguição étnica ou religiosa. As novas tecnologias de transporte e telecomunicações e as novas realidades do comércio, trabalho, e finanças estão resultando em uma mobilidade humana nunca antes vista. Apesar das novas barreiras e leis que buscam restringir o movimento, as pessoas estão se mudando em todas as direções e em números que batem todos os recordes.

Deus também está se movendo de forma poderosa entre pessoas que estão se mudando. Deus é soberano sobre a dispersão de humanos, e o movimento de pessoas agiu sobre o cristianismo durante toda sua história. O cristianismo sempre está em movimento, uma vez que ele não pode ser mantido cativo por um único povo, cultura ou região geográfica. A dispersão trás as pessoas mais próximas do evangelho de Jesus Cristo e as diásporas estão criando um novo impulso para que o evangelho se espalhe por todos os lugares.

No Congresso da Cidade do Cabo em 2010 a área de diásporas foi reconhecida com um foco para a igreja mundial, como a nomeação de um novo catalisador para Diásporas e a criação da Rede Temática de Diásporas para avançarmos com a missão de Deus através e além das diásporas mundiais.

A migração é uma das realidades globais mais importantes da nossa era. Estima-se que 200 milhões de pessoas vivam fora de seus países de origem, voluntária ou involuntariamente. O Compromisso da Cidade do Cabo II-C-5

Print Friendly, PDF & Email

Mais recursos estão disponíveis na versão em inglês desta página.