“Quero me arrepender em nome de todos os membros do 1% por vermos os outros 99% da igreja que não trabalham no ministério profissional como um grupo que existe somente para apoiar o nosso ministério.Isso não poderia estar mais errado.”

Essas são as palavras do pedido de desculpas do Michael Oh, Diretor Executivo Global e CEO do Movimento de Lausanne, publicadas na Christianity Today.

Ele continua: “Você não existe para ajudar líderes profissionais de ministérios a cumprirem a grande comissão.Nós existimos para ajudar você a cumpri-la.”Ainda neste mês, o Fórum Mundial do Trabalho de Lausanne buscará fazer exatamente isso, ao chamar a atenção da igreja para capacitar os 99%.

Leia o artigo na Christianity Today

Print Friendly, PDF & Email