Durante muito tempo, os cristãos no local de trabalho se viram num papel de coadjuvante em vez de protagonista na grande dramatização da evangelização mundial.

A pergunta de qual papel cristãos “leigos” deveriam ter no ministério e missões tem sido parte do movimento de Lausanne desde seu começo. No Primeiro Congresso Internacional de Evangelização Mundial de 1974, um homem de negócios de Dallas, Texas, chamado Ford Madison deu uma palestra vespertina na qual ele fez uma pergunta direta: “Quero perguntar aos líderes cristãos, o que vocês querem de nós? O que vocês esperam dos crentes normais? O leigo não profissional possui um lugar no seu planejamento de evangelização mundial?”

A resposta que ressoou durante as décadas desde então tem sido cada vez mais um sim – e de forma crítica. Os líderes de missões e ministérios estão começando a ver que o “leigo não profissional” não possui um papel relegado às margens da evangelização, mas que os leigos são de fato os protagonistas. O próprio Billy Graham disse profeticamente uma vez: “Eu acredito que uma das próximas grandes cartadas de Deus será através dos fiéis no local de trabalho.”

Essa “grande jogada de Deus” está acontecendo agora – no mundo todo, nos cubículos de escritórios, nas casas, dos campos de pastoreio às cidades grandes, cristãos com todos os tipos de trabalho estão acordando para o chamado que as missões acontecem através de todos e em todos os lugares. Que seja assim cada vez mais!

Este mês estamos celebrando o primeiro aniversário do Fórum Mundial do Trabalho de Lausanne (FMT), que representa um grande passo adiante nesse movimento de fé no trabalho. Com 900 participantes de 110 países, 65% dos quais eram cristãos cujo principal local de trabalho é fora das igrejas ou de organizações ministeriais, se encontraram em Manila com três objetivos: 1) energizar o movimento mundial no local de trabalho, 2) equipar os participantes com as ferramentas e recursos corretos e 3) envolver a igreja global no ministério no local de trabalho.

Nós damos graças a Deus que este primeiro ano após o FMT foi tão frutífero. Primeiro, criamos recentemente um novo Conselho do Ministério no Local Trabalho, com mais de 65 líderes de fé no trabalho, para orientar e impulsionar o movimento lançado no FMT. Os membros do conselho vêm de mais de 20 países das Américas, Ásia Pacífico, Europa, Oriente Médio, Índia e África. Entre seus membros estão líderes de algumas das empresas mais influentes do mundo, como Apple, Johnson e Johnson, WhatsApp e Google. São autores, cientistas, empresários, arquitetos, pessoas do lar, engenheiros de software, professores e gerentes. São de países tão diversos como Zimbábue, Japão, Reino Unido, Quirguistão, Índia, Austrália, Jamaica, Canadá, Rússia, Benin, Camarões e Malásia. Em outras palavras, é um conselho verdadeiramente ao estilo do Movimento de Lausanne. Esperamos que Deus faça coisas incríveis e estamos nos preparando para um impacto colaborativo regional e local através de teleconferências trimestrais, grupos de trabalho para diversas áreas prioritárias e encontros menores.

Um objetivo importante do FMT era equipar e envolver os participantes do fórum e a igreja mundial no ministério do local de trabalho. Com esse propósito em mente, um novo episódio da Sala de Aula Global de Lausanne sobre o Ministério no Local de Trabalho está disponível agora (somente em inglês). Nós esperamos que esse recurso possa ser usado para equipar e informar a igreja mundial para integrarmos ainda mais a fé e o trabalho. Filmado durante o FMT, o episódio mostra perspectivas e o conhecimento de líderes-chave do local de trabalho do mundo todo e inclui um guia de usuário adaptável, com perguntas para discussão em grupos pequenos, um programa acadêmico e uma lista completa de recursos, muitos dos quais foram escritos por membros do Conselho de Ministério no Local de Trabalho.

Além disso, 29 vídeos das sessões do FMT estão disponíveis online agora (somente em inglês). Assim você poderá revisitar e compartilhar suas palestras e momentos favoritos, ou então assistir pela primeira vez e ver porque este encontro foi tão importante.

A mudança, motivação e paixão vêm do tempo que passamos aos pés do Senhor. Por esse motivo, estou especialmente empolgado em poder compartilhar uma nova série devocional baseada no livro de Daniel, adaptado das sessões plenárias do FMT, que estão disponíveis agora no aplicativo YouVersion Bible (somente em inglês). À medida que você passar tempo com esses planos devocionais na presença do Senhor, que Ele possa lhe guiar para uma visão renovada e revigorada do ministério no local de trabalho.

Um dos pilares principais do Movimento de Lausanne é a visão de impacto do reino em cada esfera da sociedade. Estamos vivendo numa era empolgante onde esse impacto está se tornando uma realidade cada vez melhor e mais brilhante, pontuada e acelerada por reuniões como o FMT. Especialmente considerando a pandemia da COVID-19, nossos locais de trabalho estão enfrentando desafios sem precedentes assim como muitas novas oportunidades. É mais importante que nunca podermos equipar cada crente do local de trabalho para viver e servir como servos de Jesus em tempo integral. É um momento oportuno, nas palavras de Billy Graham, para “Deixar a Terra Ouvir Sua Voz”.

Eu espero com grande expectativa poder testemunhar as histórias que serão contadas nos próximos dias estrelando os crentes de todos os locais de trabalho.

Ore conosco

Senhor, agradeço por nossas vidas e pelas maneiras únicas que tu nos presenteastes. Nosso desejo é honrá-lo em nosso trabalho trabalhando de forma excelente, sempre com este pensamento em mente: Soli Deo Gloria, ‘Glória a Deus somente’. Que possamos sempre venerar a Cristo como Senhor e estejamos preparados para dar uma resposta a todos que nos pedirem qual a razão da nossa esperança.

Print Friendly, PDF & Email

O Dr. Robert Harp é o Catalisador de Lausanne para a Rede de Ministério no Local de Trabalho. Ele é o Diretor Executivo do Escritório de Inovação e Professor Adjunto na Biola University e é o fundador do GlobalHotelNetwork.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*